O que há alguns anos era algo que eu tinha impressão, tornou-se uma certeza. Contratar bons profissionais para atuar nas academias está cada vez mais difícil.

professora

Hoje, recebi o telefonema da coordenadora de uma academia para qual trabalhei, desesperada, pedindo minha ajuda, porque está precisando de professor de ginástica para o período da noite e não consegue. Enquanto conversávamos ela relatava as dificuldades. Quando encontra quem dê as aulas, não há comprometimento. Quando há comprometimento a pessoa não sabe fazer o disse saber. Quem dá aula de programas pré-coreografados, não consegue dar outro tipo de aula. Ela também me contou que um colega, procurando professor de musculação, entrevistou 30 profissionais, para preencher uma vaga.

A demanda por profissionais nas academias cresceu muito, pois houve nos últimos anos uma expansão no mercado de fitness e wellness. Houve também um aumento na oferta de mão de obra, uma vez que temos mais profissionais de educação física se formando. Por isso, era de se esperar que não houvessem problemas para realizar contratações, mas não é isso que vem ocorrendo.

Existem dois fatores que combinados levam à dificuldade em contratar bons profissionais

  1. Proliferação de cursos de Educação Física de baixa qualidade;
  2. Advento do Personal Trainer.

Paga-se muito pouco ao professor que atua em academias. Dois alunos de personal training pagam mais do que seis horas em uma sala de musculação ou algumas horas de aula de ginástica. Os melhores profissionais não pensam duas vezes. Sobram os menos experientes e menos qualificados. Simples assim.

Academias grandes resolvem o problema através de programas de treinamento profissional, escolinhas de excelência que selecionam profissionais com potencial, os treinam e transformam em bons professores. O salário pode não ser muito bom, mas as chance de se conseguir alunos para personal training nas grandes é maior, o que serve como atrativo.

As pequenas e médias não tem estrutura para isso, mas podem oferecer opções interessantes. Observe que salário não é tudo.

  • Pague um pouco a mais do que a média do mercado;
  • Ofereça benefícios;
  • Ofereça um boa grade de aulas, no caso da ginástica;
  • Pague/premie por desempenho;
  • Ofereça facilidades para personal training.

Se sua academia está passando por dificuldades em contratar profissionais qualificados, pense no que você está oferecendo à eles e promova mudanças. Quebre o paradigma, ofereça boas condições de trabalho e terá bons profissionais.