Inbound Marketing. Como aproveitar essa estratégia na sua academia.

Vou começar explicando o que é Inbound Marketing para que não haja dúvidas, antes de contar como usar essa estratégia na sua academia.

Não há como definir Inbound Marketing, pois ele tem características amplas, mas podemos dizer que se baseia na criação de conteúdo que se encaixe exatamente nas necessidades e desejos do cliente. Ao invés de criar campanhas invasivas que ofereçam o produto ou serviço diretamente, interrompendo o conteúdo que a pessoa está consumindo (exemplo do que acontece com o comercial no meio da novela), o produto ou serviço aparece como o próprio conteúdo.

inbound marketing para academia

Como aproveitar o Inbound Marketing na sua academia

A ideia é criar conteúdos que atinjam as dores dos seus prospects, esclarecendo dúvidas, para criar alguma autoridade no assunto, transformar esse interesse em leads, nutrir esse lead com mais informações pertinentes para então tê-lo como cliente..

Aparentemente é mais trabalhoso, pois necessita do envolvimento de profissionais com conhecimento específico na área da Educação Física, para criar o conteúdo e ferramentas específicas para gerar e nutrir os leads. Ao contrário da forma antiga de fazer marketing, que apenas contratar uma agência de publicidade resolvia a questão. No entanto o resultado final é muito melhor do que o alcançado com a forma tradicional, pois você não gasta tempo, energia e dinheiro à toa, vai direto no público que está buscando por aquele produto ou serviço.  A média de ROI (retorno sobre investimento) chega a ser de quase 300% quando comparada com a forma tradicional.

Essas são algumas formas de fazer inbound marketing na sua academia

  • Publicação de posts de blog;
  • Divulgação de Infográficos;
  • Ebooks e Whitepapers;
  • Webinars e Podcasts;
  • Vídeos
  • E-mail marketing;
  • Conteúdo em Mídias Sociais.

Como trazer as pessoas atraídas pelo conteúdo?

E agora você deve estar se perguntando. Ok, fiz tudo isso, criei conteúdo específico para meu público  e como faço para trazer essas pessoas para a academia?

Isso se faz com a captura de leads (contatos), em pontos estratégicos dentro do seu site, usando ferramentas captura e automação de mensagens. Inicia-se neste ponto uma outra fase que é o da conversão do interessando no assunto em lead.

Durante um determinado período você continuará nutrindo esse lead com informações relevantes para ele, essas informações devem estar relacionadas ao assunto inicial que trouxe ele até você. Por exemplo se estava buscando sobre dicas de emagrecimento, deve continuar recebendo informações sobre o assunto.

Perceba que você continua entregando conteúdo relevante para essa pessoa e ainda não ofereceu nenhum produto ou serviço para ela comprar, mas no momento certo, você apresentará o produto/serviço certo para “curar a sua dor” e então conseguirá fechar a venda.

Se você tem dúvidas sobre o esse assunto deixe um comentário ou envie um e-mail para contato@consultoriafitness.com.br

Cultura digital: como ela afeta a vida na academia

SONY DSCGostaria de chamar a atenção para o tema cultura digital, e como ela afeta a vida na academia. A definição para o termo ainda não está consolidada, mas ele é largamente usado para se referir as interações entre o homem e a tecnologia, o mundo on-line e o mundo off-line.

Pense no impacto que as novas tecnologias e a internet causam em toda a sociedade. Agora mesmo, qual é o meio que você está usando para ler esse texto? Um computador, um tablet, um celular? E esse texto foi publicado onde? Em um site e será divulgado por meio de redes sociais.

Da mesma forma, o cliente da academia faz uso dessas tecnologias e também da informação. Ele tem em casa um vídeo game com o qual pode se exercitar, um aplicativo no celular que mostra a execução dos exercícios, outro que calcula o gasto calórico; além de ter sua música preferida à distância de um toque e ainda poder optar por assistir a sua série predileta ali mesmo, na bicicleta ergométrica.
E se o profissional de Educação Física dá uma resposta insatisfatória, é só fazer uma busca rápida e a credibilidade vai por água abaixo.

A cultura digital afeta e muito a vida na academia, e para aqueles que pensam que a máquina não pode substituir o homem, eu digo: cuidado. Não se trata de substituição, mas de uma mudança na forma de se relacionar, uma mudança no comportamento social. Academias e profissionais que não quebrarem paradigmas e se adaptarem a essas novas demandas, certamente ficarão para trás.

Algumas academias já perceberam que essas mudanças são necessárias e saíram à frente. Usam o vídeo game, oferecem esteiras com telas exclusivas, equipamentos que se programam de acordo com o usuário, aulas de bike em 3D e inúmeros outros atrativos. Não me surpreenderia em ter academias oferecendo aulas de ginástica por vídeo conferência com algum ícone do meio. Todo esse aparato, com certeza, não está ao alcance de todos e também não é adequado a todos os públicos, mas é possível inserir a academia na cultura digital sem gastar muito.

Oferecer uma rede wi-fi, ter uma área de acesso restrito no site com as informações individuais sobre o treino e a avaliação física, oferecer um blog com textos sobre saúde, participar ativamente das redes sociais, avisar sobre eventos via SMS, são alguns exemplos que não necessitam grandes investimentos.

É preciso aceitar que com o advento dos dispositivos móveis, nossa sociedade decretou o fim da vida off-line. Vivemos uma realidade mista, em que on e off se permeiam, não olhar com atenção para essa realidade é como escrever, para o seu negócio, uma versão da “Crônica de uma morte anunciada”.