10 modelos de post para o Personal Trainer

Selecionei 10 modelos de posts para o Personal Trainer publicar nas suas redes sociais. Eles são ideais para usar no feed e sempre no formato de imagem, seja com uma foto produzida por você, com foto de banco de imagens ou usando uma arte.

Esses 10 modelos de posts para o Pesonal Trainer são de alto engajamento, impossíveis de serem ignorados pela sua audiência. A partir dessas 10 ideias você poderá fazer muitos outros modificando apenas o tema.

10 modelos de post para o Personal Trainer

10 modelos de post para o Personal Trainer usar nas redes sociais

1 – Duelo

10 modelos de post para o Personal Trainer 1

Nesse tipo post você pergunta qual a preferência do seu público sobre algum assunto.

Ótima oportunidade para gerar engajamento e também para ter mais informações sobre seus seguidores.

É possível comparar exercícios, equipamentos, local de treino e o que mais a sua imaginação quiser!

2- O quanto você gosta de _____________?

Pergunte para as pessoas o quanto elas gostam de um determinado exercício ou de uma atividade específica.

Ótima oportunidade para gerar engajamento e também para ter mais informações sobre seus seguidores.

Coloque as alternativas na legenda.

10 modelos de post para o Personal Trainer 2

3- Listas

um tipo de post que as pessoas gostam pois economiza tempo.

Se for uma lista pequena até 5 itens você pode colocar na imagem, se for uma lista maior, use uma imagem que chame a atenção e coloque a lista na legenda.

Você pode fazer uma lista com um ranking que venha de algum tipo de pesquisa (cite a fonte!), ou pode fazer uma lista com as suas preferências.

Lista de indicações baseadas no seu conhecimento e suas preferências te ajuda a se posicionar como um especialista naquele assunto.

Lembre-se de sugerir as que as pessoas salvem a sua lista para consultar mais tarde e enviem para algum amigo que pode achar útil.

Sugestões: melhores parques para correr, melhores pulseiras fitness, melhores exercícios para o abdômen.

4- Prova Social

10 modelos de post para o Personal Trainer 4

Participou de algum evento, conquistou um novo objetivo, teve bons resultados com seus alunos. Mostre!

Você pode fazer no formato de imagem, de vídeo e até uma entrevista com um cliente que esteja satisfeito com o resultado.

5- Mito ou Verdade

O que não faltam são mitos na área da Educação Física, só desse tipo de post daria para pensar em uma centena de exemplos.

Considere os mitos que têm relação com o seu público e aproveite esses post para ser visto como um especialista no segmento que você atua.

Seja claro e objetivo!

6- Post genuíno

As pessoas gostam de ver publicações genuínas, orgânicas. Sempre que puder use fotos e vídeos feitos por você. As pessoas se conectam com o que é genuíno.

7- Dica da Semana

Com esse tipo de post da pra pensar em diversas opções. A dica pode ser um local na sua cidade para se exercitar. Pode ser uma dica de qualidade de vida, uma dica de exercício, por exemplo.

Você pode aproveitar assuntos que estão em alta na semana, principalmente se tiver relação com atividade física. Aproveite os Jogos Olímpicos, Jogos Panamericanos, mundiais para gerar conexão com seu público.

8- Estatística

Você pode usar números coletados em pesquisas de instituições conhecidas que façam sentido para o seu público.

E pode usar também números que você coletou com seu público, pode ser por meio de enquetes digitais ou pesquisas feitas com seus alunos.

9- Definição

Na Educação Física temos muitas definições que são importantes no processo de aprendizagem do nosso aluno. Por exemplo ganhar peso e engordar tem definições diferentes, atividade física e exercício tem definições diferentes.

10- Problema X Solução

10 modelos de post para o Personal Trainer 10

Publicações que trazem explicitamente um problema podem ser um ótima oportunidade para mostrar o seu conhecimento.

Lembre-se de responder de forma direta e usando uma linguagem que seja acessível para seu público.

Nesse tipo de post você não precisa se preocupar se for mais longo.

10 títulos de posts para Personal Trainer usar nas redes sociais

Existem três formas de chamar a atenção para as suas publicações: por meio da imagem, por meio do vídeo (3 a 5 segundos iniciais) e por meio dos títulos de posts.

E por que isso é importante? Nas redes sociais, o primeiro passo para que as pessoas parem de rolar o feed e olhem para as suas publicações é conseguir chamar a atenção.

Os títulos de posts podem estar sobrepostos na imagem , podem aparecer nas duas primeiras linhas da sua publicação ou podem estar presentes em ambos. Além de ajudar a chamar a atenção, o título usado na legenda (texto do post), também vai ajudar a despertar a curiosidade para ler o texto inteiro.

10 títulos de posts para usar nas redes sociais

10 títulos de posts que chamam a atenção do seu cliente.

Selecionei 10 títulos que são infalíveis para cumprir com a função de chamar a atenção do seu cliente nas redes sociais.

1- Você realmente deseja______________? Então veja isso…

Você realmente deseja emagrecer? Então veja isso…

Você realmente deseja correr mais rápido? Então veja isso?

Você deseja ter pernas mais bonitas? Então veja isso…

2- O processo mais eficaz para________________.

O processo mais eficaz para aprender a nadar.

O processo mais eficaz para não pular seu treino.

O processo mais eficaz para correr 10 km.

3- Você está pronto para ___________________?

Você está pronto para não sentir mais dor nas costas?

Você está pronta para usar biquíni de lacinho?

Você está pronto para ter um abdômen tanquinho?

4- X razões para você _________________.

3 razões para você não fazer dieta.

10 razões para você treinar braço.

6 razões para você treinar pela manhã.

5- Descubra meu segredo para ________________.

Descubra me segredo para correr mais rápido.

Descubra meu segredo para não sentir fome.

Descubra meu segredo para treinar todo dia.

6- Imagine poder __________________. Sem medo!

Imagine poder usar calça branca. Sem medo!

Imagine poder tirar a camisa em público. Sem medo!

Imagine poder sentar no chão com seu filho. Sem medo!

7- Você acreditaria se eu disser que você pode ____________________ sem __________________?

Você acreditaria se eu disser que você pode emagrecer sem passar fome?

Você acreditaria se eu disser que você pode agachar sem sentir dor?

Você acreditaria se eu disser que você pode fazer musculação sem ficar com corpo de homem?

8- Uma maneira infalível de ______________________.

Uma maneira infalível de diminuir o culote.

Uma maneira infalível de melhorar seu tempo na corrida.

Uma maneira infalível de acabar com a pochete.

9- AVISO: Antes de você___________________. Leia isso.

AVISO: Antes de você começar uma dieta. Leia Isso.

AVISO: Antes de você correr na esteira. Leia isso.

AVISO: Antes de você começar a jogar. Leia isso.

10 – É melhor fazer _______________ ou _________________?

É melhor fazer musculação ou pilates?

É melhor fazer esteira ou elíptico?

É melhor fazer HIIT ou treino contínuo?

Perceba que o que você for escrever na lacuna deve estar alinhado com as características do seu público. Quanto melhor você conhecer sua persona, mais fácil será gerar conteúdo relevante para ela.

Quando você for usar esses títulos lembre-se que você precisará gerar interesse no conteúdo para manter a atenção do público, despertar o desejo de se aprofundar e por fim fazer com que ele execute uma ação, mas esses são assuntos par um próximo post.

Nicho, público alvo, avatar, persona, cliente ideal. Do que você está falando?

Nicho, público alvo, avatar, persona, cliente ideal são palavras que você pode já ter ouvido por aí quando alguém está falando sobre mercado e/ou sobre marketing. Antes de começar a te explicar quero deixar claro que não tem problema não saber o que cada um desses nomes significa, o que você precisa saber é como usar os conceitos a seu favor.

Vou começar explicando cada um deles, por curiosidade e para facilitar o entendimento.

Nicho: é uma segmentação ou recorte de um mercado. É a identificação de um grupo menor dentro de um setor, com necessidades e interesses específicos.

Público alvo: um grupo de pessoas, para as quais o seus produtos e serviços podem ser úteis. Considera-se as características demográficas e socioeconômicas, comportamentos e hábitos de consumo. Essa definição serve para que você identifique um nicho de mercado.

Persona: é um personagem fictício, criado para representar o perfil do cliente ideal de uma empresa. Exige um trabalho mais detalhado de pesquisa. Por exemplo, as dificuldades que enfrenta no dia a dia, seus sonhos e desejos, como se relaciona com a família, amigos e colegas de trabalho. A persona te ajuda a definir o seu público alvo.

Avatar: Embora alguns estudiosos digam que é um persona menos detalhada. A maioria considera que persona e avatar são o mesmo.

Cliente ideal: Há quem diga que cliente ideal e persona são o mesmo, mas não são. O cliente ideal é uma descrição que resume o seu melhor cliente. Já a persona é fictício, lembra? O seu cliente ideal é aquele que se identifica com o seu negócio, é engajado, entende o uso do seu produto/serviço, não reclama de preço, paga sempre em dia, indica você para amigos e família.

Nicho, público alvo, avatar, persona, cliente ideal

Como usar os conceitos de Nicho, público alvo, avatar, persona, cliente ideal no seu negócio de Personal Training

Leia também: Personal Trainer de professor a empreendedor

Gostaria que você entendesse que definir a sua persona ou entender quem é o seu cliente ideal, vai te ajudar a se comunicar com pessoas que tenham as mesmas características que você descreveu. E é nesse ponto que deve estar o seu foco: comunicação.

Não adianta ter um nicho definido, saber quem é o seu público alvo se você não consegue se comunicar com ele. Sem conseguir se comunicar com quem vai consumir seu produto ou serviço você vai fracassar no seu empreendimento.

A definição de comunicação no dicionário é: ação de transmitir uma mensagem e, eventualmente, receber outra mensagem como resposta. Você percebe que só isso não basta? Para que exista uma comunicação verdadeira você precisa considerar quem é o seu interlocutor, você precisa se relacionar com ele. Quando você entende esse mecanismo cuja base é o relacionamento, tudo fica mais fácil. E a melhor plataforma para estabelecer esse relacionamento, hoje, são as rede sociais.

Uma vez que você consiga estabelecer esse relacionamento fica mais fácil oferecer o seu produto ou serviço. Lembre-se que o que você faz não é para todo mundo, pensar em todo mundo e pensar em ninguém é a mesma coisa. Seja específico na sua comunicação, foque na solução das dores e não nas ferramentas que você vai usar.

Um vez que você conseguiu definir a sua persona (ou descrever o seu cliente ideal), fica simples definir o publico alvo e qual o nicho de mercado que você vai atuar e definir os produtos ou serviços que irá usar como ferramenta para atender essa demanda.

O infográfico abaixo mostra um exemplo de nicho, público alvo e persona para te ajudar a entender.



Tenho medo de ser julgado por outros profissionais

Ter medo de ser julgado nas redes sociais pelos colegas e por isso deixar de fazer publicações é muito mais comum do que você pode imaginar. Quero te dizer que você não está sozinho nessa e que há ainda muitos profissionais que tem essa mesma sensação, mas não admitem fazendo, inclusive uma espécie de auto censura.

Eu não vou tentar te convencer que você não precisa ter medo, pois não conheço quais as razões que te trouxeram até esse ponto. Minha função é te ajudar a sentir mais segurança para fazer as suas publicações, tornando-as uma ação natural no seu seu cotidiano.

Tenho medo de ser julgado nas redes sociais por outros Personal Trainers

Por que sentimos medo de ser julgado e nos expor

Você deve estar arrumando mil respostas para justificar o medo de ser julgado, mas o fato é que temos medo da exposição, pois acreditamos que seremos julgados. E é isso que acontece, de verdade, o tempo todo, a começar por nós mesmos. E é esse nó que nos impede de seguir que vou te ajudar a desatar.

O primeiro ponto que você precisa entender é que estudou muito para chegar até aqui. Antes de se tornar um Personal Trainer, você precisou passar por no mínimo uma graduação. E isso já te dá uma bagagem suficiente para começar. Esse é o primeiro pilar de sustentação para levar a sua carreira para um outro nível.

O aperfeiçoamento técnico contínuo vai te dar mais recursos e te ajudar a sentir mais seguro, mas não faz o menor sentido passar uma vida estudando, adquirindo conhecimento, sem passar esse conhecimento para frente.

É nesse momento que você pode estar pensando que passa esse conhecimento para frente por meio das suas aulas, e isso é verdade. Ocorre que existe um passo anterior às aulas que precisa acontecer: você precisa conquistar alunos. Apesar de existirem muitas formas de conseguir alunos, um delas e talvez a mais efetiva é por meio das ferramentas digitais, principalmente as redes sociais. Chegamos então em outro pilar de sustentação de uma carreira de sucesso que é o conhecimento sobre marketing e vendas.

Entendido esses pontos, voltemos ao medo de se expor. Ele tem mais relação com o fato de você julgar o que os outros estão fazendo nas redes sociais, do que com o que o outros pensarão de você. E deixa eu esclarecer uma coisa, você não precisa fazer o mesmo que os outros estão fazendo. Para funcionar para você, precisa se sentir confortável.

Não quer fazer dancinha? Não faça. Não quer fazer Live, não faça. Não quer aparecer nos vídeos, não apareça. Nada disso é necessário para ser ativo nas redes sociais.

Comece nas redes sociais pelo que te dá segurança

Há um fato do qual não podemos fugir: não vamos conseguir agradar à todos. As pessoas tem pontos de vista diferentes, pensam diferente e até seguem uma linha técnica que pode ser diferente da sua.

Tendo isso entendido você pode começar por aquilo que te dá mais segurança. Pode ser que você se sinta mais a vontade para publicar fotos da academia, de partes do corpo, como os pés, por exemplo, e usar uma legenda para explicar o seu ponto.

Durante algum tempo eu fiz exatamente isso. Publicava uma foto do meus pés, de tênis, no asfalto, para falar sobre caminhada, por exemplo. Foi um longo caminho até aqui.

Se você quer mudar essa condição, quer perder o medo de se expor nas redes sociais, precisa começar. Nenhuma mudança pode ocorrer se continuamos fazendo o mesmo.

6 ações nas redes sociais para perder o medo de postar

1- Faça uma lista com as dores dos seus alunos. Nada melhor do que as suas aulas para te ajudar a pensar em conteúdos para suas redes sociais. Por exemplo, seu aluno quer emagrecer e não consegue. Existe uma centena de formas de abordar essa dor a partir do exercício. E tenho certeza que você conhece muitas delas profundamente. Eleja uma dor e fale sobre ela.

2- Planeje as suas publicações. Planejamento faz parte de um dos pilares de sustentação para o sucesso da sua carreira. Ele está presente tanto no marketing quanto na gestão, portanto faz parte do seu trabalho. Reserve um horário para planejar e um dos itens que devem ser planejados são as suas publicações. Você se sentirá muito mais seguro sabendo o que irá publicar do que deixando a coisa rolar solta. Isso não significa que se acontecer algo muito legal, você não possa publicar também.

3- Use uma linguagem acessível. O foco do seu conteúdo não são seus colegas de profissão, são seus alunos. Deixe os termos técnicos de lado e use uma linguagem acessível. Está com medo do que seus colegas poderão achar? Escreva o termo técnico entre parênteses, até se sentir seguro o suficiente para não usar. Quem precisa entender seus posts é o público leigo.

4- Revise o texto antes de publicar. Leia mais de uma vez o que você escreveu, de preferência em voz alta e veja se faz sentido e se não tem nenhum erro (sempre tem! rs). Se você tem dificuldade com regras ortográficas, vale a pena escrever em um local que tenha corretor (google drive, por exemplo) e depois copiar e colar na legenda. Evite editar seu post logo após a publicação, se subir com um erro e não for nenhuma aberração, deixe passar pelo menos duas horas para editar. Posts editados podem ter o alcance prejudicado.

5- Invista em ferramentas que facilitem o seu dia. O tempo é seu maior tesouro e todas as ferramentas que podem te ajudar a otimizar o seu tempo são bem vindos. Considere buscar por editores de vídeo e imagem que poupe seu tempo. Use ferramentas de agendamento para seus posts. O Facebook e Instagram tem uma área que permite fazer esses agendamentos, chama-se Facebook Estúdio.

6- Grave vídeos e não publique. A gente sabe que os vídeos tem um alcance melhor do que outros tipos de publicação, mas se você não se sente a vontade e tem medo de publicar vídeos, tudo bem não publique, mas você pode gravar para treinar!

7- Use o que te deixa mais a vontade. Quando for fazer vídeos e fotos use roupas que te deixem a vontade. Se o problema for a maquiagem, use filtros pra gravar. Opte por locais que estejam bem iluminados. Se for mais confortável fique sentado. Se sentir mais a vontade, ajudar a perder o medo de publicar.

Personal Trainer: 10 dicas para gerar conteúdo sem perder tempo

Como gerar conteúdo não é ensinado na faculdade e provavelmente não será, mas é importante ter ao menos uma noção para que você possa divulgar o seu trabalho. Gerar conteúdo faz parte do seu diferencial competitivo. Se há alguns anos o marketing era algo distante da vida do Personal Trainer, se limitava ao cartão de visitas, um folder e a boa vontade das academias, hoje está ao alcance das suas mãos e saber tirar proveito disso pode ser a diferença no sucesso da sua carreira.

A produção de conteúdo demanda tempo e este é o seu bem mais precioso. Um pensamento muito comum é como posso arrumar tempo para gerar conteúdo e ainda trabalhar? Então vamos começar mudando essa mentalidade sobre em que consiste o seu trabalho. O seu trabalho não se limita a ministrar sessões de treino, gerir a sua carreira faz parte do seu trabalho. O marketing faz parte da gestão da sua carreira e gerar conteúdo faz parte do marketing. Produzir conteúdo é seu trabalho, também.

A partir do momento que você entende isso, passa para um outro nível. Como produzir esse conteúdo de forma rápida e otimizada e é sobre isso que vou falar aqui.

gerar conteúdo

10 dicas para gerar conteúdo sem perder tempo

1- Seu conteúdo não é para todo mundo.

Acredito que você saiba, mas nunca é demais falar: seu conteúdo não é para todo mundo. Você vai pensar em um conteúdo que responda às necessidades do seu cliente ideal.

2- Sua melhor fonte de ideias são os seus clientes.

Fique atento às dúvidas dos seus clientes e tenha uma forma para anotar essas dúvidas, para que depois sejam transformadas em conteúdo. Um forma rápida é ter um grupo de whatsapp só com você e enviar áudios com as dúvidas. Depois você organiza em um documento para não ficar perdido.

3- Sua segunda melhor fonte de ideias são as caixas de perguntas do Instagram.

Uma ou duas vezes por semana abra caixinhas de perguntas no instagram story. Direcione essas perguntas para para assuntos específicos, por exemplo: o que você gostaria de saber sobre emagrecimento. Responda as dúvidas que surgirem para quem fez as perguntas, pode inclusive fazer publicamente, por meio do próprio story e depois transforme essas perguntas em conteúdo.

4- Faça um texto ou roteiro sobre o assunto e depois desmembre.

Com um mesmo assunto você pode gerar conteúdo para diversas plataformas. Vou dar um exemplo para quem tem blog, canal do Youtube, Podcast e Instagram. Você faz um texto para o seu blog, usa esse texto para fazer o roteiro de um vídeo para o Youtube, aproveita o áudio desse vídeo para o Podcast. Aproveita trechos desse vídeo para vídeos mais curtos que serão publicados no Instagram. Pode também usar trechos do seu texto para fazer outras publicações no Instagram.

5- Faça conteúdos para topo, meio e fundo de funil

Os conteúdos para topo de funil são mais genéricos e podem atingir um número maior de pessoas. Aproveite para criar conteúdo que estimulem o engajamento. Os conteúdo de meio de funil são mais profundos, podem conter por exemplo, um passo a passo ou uma sequência de dicas. Ele vai atender aquelas pessoas que buscam uma solução para o problema. Já os conteúdo de fundo de funil são mais densos, destinados àquelas pessoas que já te acompanham e estão prontas para contratar o seu serviço.

6- Não faça panfletagem digital

Use o feed do seu instagram para publicar conteúdo relevante que mostre para as pessoas que você pode ajudar nas dores delas. Não use para fazer propaganda do seu serviço!

7- Use o stories para se relacionar

O stories é uma ótima ferramenta de relacionamento. Mostre o seu cotidiano (relacionado ao trabalho, é claro), os bastidores, dê dicas, faça perguntas, responda ao seu público.

8- Nunca perca de vista seu objetivo: ajudar pessoas.

Só gerar conteúdo atrás de conteúdo não te leva ao seu objetivo. Em algum momento você precisará se mostrar como o profissional ideal para ser contratado para solucionar as dores das pessoas que se identificam com o seu contudo e com o seu trabalho. A melhor forma de fazer isso e atingir as pessoas certas é por meio de anúncios direcionados para aquelas pessoas que tiver a alguma interação com suas publicações.

9- Organize-se para produzir seu conteúdo

Existem muitas formas de se organizar para produzir o conteúdo. Você precisa encontrar uma forma que seja simples pra você. Vou explicar como eu faço para te dar um ponto de partida. Escolho o tema que será trabalhado durante a semana. Tiro um dia para escrever o texto. No dia seguinte gravo o vídeo, usando o texto como roteiro, faço a edição e retiro os trechos para usar no instagram. Em outro dia preparo as demais publicações que irão para o feed do instagram no formato de imagens. Como tenho certa prática demoro cerca de uma a duas horas para cada etapa, dividida em três dias.

10- Use ferramentas que agilizem o seu trabalho.

Escolha ferramentas que possam tornar o seu trabalho mais ágil. Você precisará de pelo menos um editor de vídeos e um editor de imagens. Eu uso o Adobe Premiere para editar vídeos e Photoshop para imagens, mas são editores pagos, profissionais e exigem um mínimo de conhecimento para usar. Para as imagens, quando é um trabalho mais simples uso o Canva, você pode começar por ele também.

Cultura digital: como ela afeta a vida na academia

Gostaria de chamar a atenção para o tema cultura digital, e como ela afeta a vida na academia. A definição para o termo ainda não está consolidada, mas ele é largamente usado para se referir as interações entre o homem e a tecnologia, o mundo on-line e o mundo off-line.

Pense no impacto que as novas tecnologias e a internet causam em toda a sociedade. Agora mesmo, qual é o meio que você está usando para ler esse texto? Um computador, um tablet, um celular? E esse texto foi publicado onde? Em um site e será divulgado por meio de redes sociais.

Da mesma forma, o cliente da academia faz uso dessas tecnologias e também da informação. Ele tem em casa um vídeo game com o qual pode se exercitar, um aplicativo no celular que mostra a execução dos exercícios, outro que calcula o gasto calórico; além de ter sua música preferida à distância de um toque e ainda poder optar por assistir a sua série predileta ali mesmo, na bicicleta ergométrica.
E se o profissional de Educação Física dá uma resposta insatisfatória, é só fazer uma busca rápida e a credibilidade vai por água abaixo.

A cultura digital muda a forma de se relacionar com os clientes da academia

A cultura digital afeta e muito a vida na academia, e para aqueles que pensam que a máquina não pode substituir o homem, eu digo: cuidado. Não se trata de substituição, mas de uma mudança na forma de se relacionar, uma mudança no comportamento social. Academias e profissionais que não quebrarem paradigmas e se adaptarem a essas novas demandas, certamente ficarão para trás.

Algumas academias já perceberam que essas mudanças são necessárias e saíram à frente. Usam o vídeo game, oferecem esteiras com telas exclusivas, equipamentos que se programam de acordo com o usuário, aulas de bike em 3D e inúmeros outros atrativos. Não me surpreenderia em ter academias oferecendo aulas de ginástica por vídeo conferência com algum ícone do meio. Todo esse aparato, com certeza, não está ao alcance de todos e também não é adequado a todos os públicos, mas é possível inserir a academia na cultura digital sem gastar muito.

Oferecer uma rede wi-fi, ter uma área de acesso restrito no site com as informações individuais sobre o treino e a avaliação física, oferecer um blog com textos sobre saúde, participar ativamente das redes sociais, avisar sobre eventos via whatsapp, são alguns exemplos que não necessitam grandes investimentos.

É preciso aceitar que com o advento dos dispositivos móveis, nossa sociedade decretou o fim da vida off-line. Vivemos uma realidade mista, em que on e off se permeiam, não olhar com atenção para essa realidade é como escrever, para o seu negócio, uma versão da “Crônica de uma morte anunciada”.

Se você ainda tem dificuldade de se relacionar nesse meio digital ou se precisa aprimorar seus conhecimentos e de sua equipe, oferecemos um Treinamento de Marketing Digital para Academias, clique aqui para saber mais.